Beato de Liébana

Códice Alcaíns

Beato de Liébana Códice Alcaíns

O Livro da Revelação é iluminado à maneira dos antigos calígrafos.
Alcaíns decidiu retomar a extinta tradição de iluminar livros. Fascinado pelos Beatos de Fernando I, San Andrés de Arroyo, San Pedro de Cardeña, Santo Domingo de Silos... opta pela continuidade: «Eu unicamente elegi ser um seguidor de todos eles, distanciado no tempo, mas não demasiado no que respeita à concepção desta pintura de cores planas, contrastadas, linhas nítidas e barras irreais. Aí ficam as suas páginas.»

Javier Alcaíns

«Este belíssimo códice é fruto do entusiasmo, portanto sem explicação intelectual, como todas as grandes paixões. Alcaíns enviou-me a sua interpretação da Fábula de Polifemo e Galatea, de Don Luís de Góngora. Assim que o vi lembrei-me do bibliotecário do romance O nome da rosa –Alcaíns é bibliotecário– e encomendei-lhe que, com a mesma paixão dos iluminadores dos Beatos medievais, criasse o Beato do 2000.»

Manuel Moleiro

We use private and third party cookies to improve our services by analyzing your browsing habits. If you continue to browse, we consider that you accept its use. Learn more x