Mujeres. Mitologías

Erich Lessing e Philippe Sollers

Hino à mulher inspiradora da arte e medida das civilizações. Pela sua excepcional riqueza iconográfica, a obra Mujeres. Mitologías compõe uma sinfonia na qual se modulam e apreciam as múltiplas visões de uma fascinação única: a mulher.
A obra começa com um jarrão antropomórfico do quinto milénio antes da nossa era e finaliza com o Jarrão Mulher de Picasso. Das paleolíticas «Vénus» de Willendorf, Brassempouy e Laussel até aos esplêndidos nus de Renoir, Manet, Bonnard e Modigliani, os movimentos deste livro dão vida a uma longa procissão das primeiras deusas: Ishtar terrível, Isis feiticeira, Hathor fecunda e Sekhmet enfurecida, de quem a Artemisa e Vénus são as radiantes primas afastadas.
A partir da Idade Média a figura da mulher encontra uma representação ambígua: santas e mártires, bruxas e fadas, Judites, Salomés, senhoras, matronas, Madalenas e Madonas… “Eva, Maria, Vénus”, trindade angélica e diabólica, espelho da fascinação dos homens onde se mistura o horror do pecado, secretas concupiscências e a sublimação sagrada do culto mariano. Os textos inscrevem as representações da mulher dentro da realidade histórica da condição feminina. Esta obra dá passo a uma pinacoteca sem fim que constitui um fascinante percurso através do tempo.

We use private and third party cookies to improve our services by analyzing your browsing habits. If you continue to browse, we consider that you accept its use. Learn more x