Saltério Glosado

f. 76r, salmo 43  Ó Deus, ouvimos com os nossos próprios ouvidos


Voltar

Em cima, no centro, numa Mandorla semicircular, Deus repousa a dormir numa cama protegida por uma cortina (v. 23, Exurge quare obdormis, Domine? // Desperta Senhor, por que dormes?). Flanqueando-o de cada lado, há dois grupos de homens sentados em bancos e seguram livros e rolos (v. 2, Deus auribus nostris audivimus. Patres nostri annuntiaverunt nobis // Ó Deus, ouvimos com os nossos próprios ouvidos. Os nossos pais nos contaram). Em baixo, uma cidade está a ser atacada por uma multidão de cavaleiros com espadas, archotes de combate e lanças (v. 4, Nec enim in gladio suo possederunt terram // Pois não possuirão a terra pela sua espada). Alguns dos anteriores atravessam a porta da cidade (v. 11, Avertisti nos retrorsum post inimicos nostros // Fizeste-nos voltar perante os nossos inimigos). À frente, entre os soldados, há cabras e ovelhas e um homem jaz morto no chão (v. 12, Dedisti nos tanquam oves escarum // Abandonaste-nos como ovelhas de matadouro; v. 22, Quoniam propter te mortificamur tota die, estimati sumus sicut oves occisionis // Por ti somos assassinados a cada dia, tomados qual ovelhas de matadouro). No interior das muralhas da cidade, à esquerda, um grupo de homens permanece prostrado perante o altar de uma igreja (v. 25, Quoniam humiliata est in pulvere anima nostra, conglutinatus est in terra venter noster // Pois a nossa alma está prostrada no pó, o nosso ventre contra o solo). À direita, um homem com um grande rolo, escudo e lança, permanece diante de uma espada quebrada, um arco e um corno que estão no chão (v. 6, In te inimicos nostros ventilabimus cornu, et in nomine tuo spernemus insurgentes in nobis // Expulsaremos os nossos inimigos com o corno, com o Teu nome humilharemos os que se lançam contra nós; v. 7, Non enim in arcu meo sperabo, et gladius meus non salvabit me // Pois não me encomendarei ao meu arco, nem a minha espada me salvará). Por detrás deste, há um grupo de homens com lanças e escudos.

Saltério Glosado f. 76r, salmo 43  Ó Deus, ouvimos com os nossos próprios ouvidos

Voltar

f. 76r, salmo 43  Ó Deus, ouvimos com os nossos próprios ouvidos

Em cima, no centro, numa Mandorla semicircular, Deus repousa a dormir numa cama protegida por uma cortina (v. 23, Exurge quare obdormis, Domine? // Desperta Senhor, por que dormes?). Flanqueando-o de cada lado, há dois grupos de homens sentados em bancos e seguram livros e rolos (v. 2, Deus auribus nostris audivimus. Patres nostri annuntiaverunt nobis // Ó Deus, ouvimos com os nossos próprios ouvidos. Os nossos pais nos contaram). Em baixo, uma cidade está a ser atacada por uma multidão de cavaleiros com espadas, archotes de combate e lanças (v. 4, Nec enim in gladio suo possederunt terram // Pois não possuirão a terra pela sua espada). Alguns dos anteriores atravessam a porta da cidade (v. 11, Avertisti nos retrorsum post inimicos nostros // Fizeste-nos voltar perante os nossos inimigos). À frente, entre os soldados, há cabras e ovelhas e um homem jaz morto no chão (v. 12, Dedisti nos tanquam oves escarum // Abandonaste-nos como ovelhas de matadouro; v. 22, Quoniam propter te mortificamur tota die, estimati sumus sicut oves occisionis // Por ti somos assassinados a cada dia, tomados qual ovelhas de matadouro). No interior das muralhas da cidade, à esquerda, um grupo de homens permanece prostrado perante o altar de uma igreja (v. 25, Quoniam humiliata est in pulvere anima nostra, conglutinatus est in terra venter noster // Pois a nossa alma está prostrada no pó, o nosso ventre contra o solo). À direita, um homem com um grande rolo, escudo e lança, permanece diante de uma espada quebrada, um arco e um corno que estão no chão (v. 6, In te inimicos nostros ventilabimus cornu, et in nomine tuo spernemus insurgentes in nobis // Expulsaremos os nossos inimigos com o corno, com o Teu nome humilharemos os que se lançam contra nós; v. 7, Non enim in arcu meo sperabo, et gladius meus non salvabit me // Pois não me encomendarei ao meu arco, nem a minha espada me salvará). Por detrás deste, há um grupo de homens com lanças e escudos.

Preferências de cookies

Utilizamos os nossos próprios cookies e de terceiros para melhorar os nossos serviços, analisando os seus hábitos de navegação. Para mais informações, pode ler nossa política de cookies. Pode aceitar todos os cookies clicando no botão Aceitar ou configurar ou rejeitar a sua utilização, clicando AQUI.