Livro do Tesouro

Livro do Tesouro f. 59r, Dos macacos
Voltar

f. 59r, Dos macacos

Os macacos são animais que gostam de imitar tudo o que veem os homens a fazer. Sentem-se alegres quando há lua nova e com a lua cheia e minguante entristecem-se e ficam bastante melancólicos. E sabei que a fêmea pare sempre dois filhos. Gosta muito de um deles, mas detesta o outro. Quando aparece um caçador na selva, aperta aquele de quem mais gosta contra o seu peito segurando-o nos braços e leva o que a aborrece pendurado nas costas, com os braços em volta do seu pescoço.

Quando percebe que os caçadores estão próximos e não poderá escapar, com medo de morrer solta o filho preferido, aquele que segura em seus braços. E o outro prende-se tão fortemente ao seu pescoço que a mãe não consegue livrar-se dele, tendo de levá-lo às costas, quer queira ou não. E assim, a mãe e o filho menos amado escapam do perigo dos caçadores. Dizem os etíopes que em sua terra existem macacos de diferentes variedades, mas o livro não dirá mais do que já foi dito.

Tradução do texto original de Brunetto Lattini no Bestiário do Livro do Tesouro (ca. 1230-1294)
Conservado na Biblioteca Nacional da Rússia, São Petersburgo

We use private and third party cookies to improve our services by analyzing your browsing habits. If you continue to browse, we consider that you accept its use. Learn more x