Livro de Horas de Joana I de Castela

Livro de Horas de Joana I de Castela


As iluminuras deste excepcional livro de horas são obra de Gerard Horenbout, o melhor miniaturista flamengo do século XVI, Sanders Bening e o seu atelier, que pintou a maioria dos retratos do Sufrágio dos Santos.

As iluminuras estão caracterizadas pelo seu realismo tridimensional e uma grande sofisticação, reflectida especialmente nas que ilustram o ciclo da Paixão. A carga emocional expressada nos rostos, e a viveza e realismo das cenas miniaturadas fazem deste códice uma das obras mais impressionantes da arte flamenga.

A sumptuosidade do manuscrito indica que foi uma encomenda da realeza. As referências a São João Baptista, São João Evangelista, São Ildefonso e São Isidoro apontam para alguém da realeza espanhola: Joana I de Castela, Joana a Louca.

We use private and third party cookies to improve our services by analyzing your browsing habits. If you continue to browse, we consider that you accept its use. Learn more x