Saltério Glosado

f. 53r, salmo 31  Benditos aqueles cujas iniquidades foram perdoadas


Voltar

Este é um salmo penitencial, no qual os homens confessam os seus pecados e são perdoados por Deus. Entre o Sol, a Lua e as estrelas, um busto de Deus com os braços estendidos preside à composição quase simétrica (v. 2, Beatus vir cui non imputavit Dominus peccatum // Bendito aquele que o Senhor não imputou pecado algum; v. 4, Quoniam die ac nocte gravata est super me manus tua // Dia e noite o peso da sua mão recaiu sobre mim). Por baixo, três anjos estendem um amplo pano branco sobre dois grupos de homens de pé e de joelhos, os pecadores perdoados (v. 1, Beati quorum remisse sunt iniquitates et quorum tecta sunt peccata // Benditos aqueles cujas iniquidades foram perdoadas e cujos pecados são cobertos; v. 5, Delictum meum cognitum tibi fecI: et iniusticiam meam non abscondi. Dixi confitebor adversus me iniusticiam meam Domino, et tu remisisti impietatem peccati mei // Declarei o meu pecado diante de Ti, e não escondi a minha injustiça. Disse que confessaria as minhas iniquidades diante do Senhor e Tu perdoaste a maldade do meu pecado). Debaixo dele, de cada lado, há dois grupos de homens armados com lanças e escudos (v. 7, Tu es refugium meum a tribulatione que circumdedit me; exultatio mea erue me a circumdantibus me // És o meu refúgio na aflição que me tem acompanhado; meu júbilo, livra-me dos que me rodeiam). No centro, o salmista, sentado, segura com uma mão um ramo espinhoso contra o qual se volta, enquanto que na outra traz um rolo (v. 4, Conversus sum in erumpna mea dum configitur spina // revolvo-me em minha angústia enquanto o espinho se crava). Ao seu lado há um homem sobre um cavalo empinado, enquanto que os outros dois tentam dominar uma mula selvagem com vara e chicote (v. 9, Nolite fieri sicut equus et mulus quibus non est intellectus. In chamo et freno maxillas eorum constringe qui non approximant ad te // Não lideis como o cavalo e a mula que carecem de entendimento. Fechai rapidamente as mandíbulas daqueles que não tenham rédeas e freio).

Saltério Glosado f. 53r, salmo 31  Benditos aqueles cujas iniquidades foram perdoadas

Voltar

f. 53r, salmo 31  Benditos aqueles cujas iniquidades foram perdoadas

Este é um salmo penitencial, no qual os homens confessam os seus pecados e são perdoados por Deus. Entre o Sol, a Lua e as estrelas, um busto de Deus com os braços estendidos preside à composição quase simétrica (v. 2, Beatus vir cui non imputavit Dominus peccatum // Bendito aquele que o Senhor não imputou pecado algum; v. 4, Quoniam die ac nocte gravata est super me manus tua // Dia e noite o peso da sua mão recaiu sobre mim). Por baixo, três anjos estendem um amplo pano branco sobre dois grupos de homens de pé e de joelhos, os pecadores perdoados (v. 1, Beati quorum remisse sunt iniquitates et quorum tecta sunt peccata // Benditos aqueles cujas iniquidades foram perdoadas e cujos pecados são cobertos; v. 5, Delictum meum cognitum tibi fecI: et iniusticiam meam non abscondi. Dixi confitebor adversus me iniusticiam meam Domino, et tu remisisti impietatem peccati mei // Declarei o meu pecado diante de Ti, e não escondi a minha injustiça. Disse que confessaria as minhas iniquidades diante do Senhor e Tu perdoaste a maldade do meu pecado). Debaixo dele, de cada lado, há dois grupos de homens armados com lanças e escudos (v. 7, Tu es refugium meum a tribulatione que circumdedit me; exultatio mea erue me a circumdantibus me // És o meu refúgio na aflição que me tem acompanhado; meu júbilo, livra-me dos que me rodeiam). No centro, o salmista, sentado, segura com uma mão um ramo espinhoso contra o qual se volta, enquanto que na outra traz um rolo (v. 4, Conversus sum in erumpna mea dum configitur spina // revolvo-me em minha angústia enquanto o espinho se crava). Ao seu lado há um homem sobre um cavalo empinado, enquanto que os outros dois tentam dominar uma mula selvagem com vara e chicote (v. 9, Nolite fieri sicut equus et mulus quibus non est intellectus. In chamo et freno maxillas eorum constringe qui non approximant ad te // Não lideis como o cavalo e a mula que carecem de entendimento. Fechai rapidamente as mandíbulas daqueles que não tenham rédeas e freio).

Preferências de cookies

Utilizamos os nossos próprios cookies e de terceiros para melhorar os nossos serviços, analisando os seus hábitos de navegação. Para mais informações, pode ler nossa política de cookies. Pode aceitar todos os cookies clicando no botão Aceitar ou configurar ou rejeitar a sua utilização, clicando AQUI.