Dioscórides de Cibo e Mattioli

Dioscórides de Cibo e Mattioli Primavera (Primula vulgaris), f. 127v-128r

Voltar

Primavera (Primula vulgaris), f. 127v-128r

Na primavera, aparecem duas espécies de plantas não muito diferentes. Têm folhas ásperas, semelhantes às de certos cardos; numa as flores são esbranquiçadas e na outra são amarelas, redondas e fendidas. Alguns chamam-nas de flores da primavera, outros, erva da paralisia. Hoje em dia, tanto uma como a outra são utilizadas indistintamente para as dores nas articulações.

Dizem que se deve cozer as suas raízes e depois beber o caldo coado, o qual combate obstruções nos rins e na bexiga.

A seiva das suas folhas também se pode beber ou aplicar como emplastro em caso de fraturas e deslocação dos ossos. As mulheres costumam lavar o rosto com o sumo das suas flores, porque relaxa a pele e remove as manchas.

A raiz dessas duas plantas tem menos de um dedo de largura e é mais fina que o dedo mínimo; dela nascem muitas outras raízes finas e perfumadas. Aquela com flor esbranquiçada e sem caule nasce nos bosques e ribeiros, em sítios frescos; a outra, de flor amarela e com caule, nasce nos prados das altas montanha (f. 127v).


We use private and third party cookies to improve our services by analyzing your browsing habits. If you continue to browse, we consider that you accept its use. Learn more x